Vítima de feminicídio era servidora do IFFar

Instituto Federal Farroupilha decretou luto por três dias

O Instituto Federal Farroupilha decretou luto oficial por três dias e suspendeu as atividades acadêmicas e administrativas desta quarta-feira (16) devido ao assassinato da servidora Liana dos Santos Gomes, 35 anos, morta pelo ex-companheiro, Everton Luiz Rodrigues, 38 anos, nesta madrugada no interior de Condor.

Conforme a instituição, Liana atuava como assistente em administração no IFFar desde 2008, trabalhando na reitoria e no Campus Júlio de Castilhos, unidade onde estava lotada atualmente.

Em nota, o instituto se manifestou sobre o fato e lamenta a “perda trágica” da servidora.

“O IFFar repudia com veemência casos de feminicídio e desenvolve ações permanentes de conscientização sobre a igualdade de gênero com a comunidade acadêmica, especialmente por meio do Comitê Institucional do Movimento Eles Por Elas (He For She) e dos Núcleos de Gênero e Diversidade Sexual (NUGEDIS). Mais do que nunca, precisamos discutir a violência, em todas as suas manifestações, para que esses crimes não se repitam”, escreveram.

Conforme publicado pela Rádio Sulbrasileira, os corpos de Liana e Everton foram encontrados na manhã desta quarta-feira (16) no interior de Condor. A reportagem entrevistou o delegado substituto de Júlio de Castilhos, Adriano De Rossi, que deu mais detalhes sobre o caso.

🖤 IFFar decreta luto oficial após assassinato de servidoraCom pesar, o IFFar informa o assassinato da servidora, Liana…

Posted by Instituto Federal Farroupilha Campus Panambi on Wednesday, September 16, 2020

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp