RS chega a 2,8 mil casos de dengue

O Rio Grande do Sul tem 2.810 casos de dengue confirmados, de acordo com o último informativo epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde.

A região mais afetada é a de Palmeira das Missões, com 584 casos ao todo. Conforme a 15ª Coordenadoria Regional da Saúde, os municípios de Constantina e Coronel Bicaco concentram o maior número de casos, os dois somam mais de 450 casos.

Em seguida, está a região de Santo Ângelo, da 12ª Coordenadoria Regional da Saúde, com 512 infectados confirmados. Destes, 300 estão no município de Santo Ângelo e 182 em Cerro Largo.

Em terceiro lugar está a região de Santa Rosa, com 507 casos ao todo. A maioria dos casos foram registrados em Santa Rosa (157)
e Santo Cristo (270).

Já na área de abrangência da 17ª CRS, na qual está incluído Panambi, há 154 casos confirmados e 51 em investigação. Ijuí lidera com 79 infectados, seguido por Santo Augusto (31) e Panambi (20).

Todos os municípios com casos autóctones são considerados infestados pelo Aedes aegypti. Ao todo, 386 cidades gaúchas estão nesta classificação, incluindo Panambi.

Apesar da grande quantidade, o número de casos do novo coronavírus superaram os de dengue. Atualmente, são 4.973 pacientes infectados com Covid-19.

Além disso, há apenas quatro mortes pela doença causada pelo mosquito da dengue, enquanto os óbitos de Covid-19 chega a 160, ou seja, é quarenta vezes maior.

Maioria dos pacientes são mulheres

Do número total de casos, 2.437 são autóctones, ou seja, pacientes que contraíram no estado. Há 782 que continuam aguardando investigação.

A maioria dos pacientes são mulheres, 1.615 (56%). São 1.195 (44%) homens infectados.

A faixa etária mais afetada é dos 30 a 39 anos, 523 (18,6%). As demais são dos 20 a 29 anos. 493 (17,5%), e 40 a 49 anos, 481(17,1%).

Deixe uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
 WhatsApp