Região vai recorrer da bandeira vermelha

A Associação dos Municípios do Planalto Médio (Amuplam), representando os municípios da região de Ijuí – da qual Panambi e Condor fazem parte, anunciou neste final de semana que irá recorrer da classificação preliminar de bandeira vermelha apresentada na 11ª rodada do Distanciamento Controlado.

No pedido de reconsideração da Amuplam, o presidente da entidade e prefeito de Pejuçara, Eduardo Buzatto, afirmou que foram contabilizadas informações que não pertencem à região, prejudicando os municípios pertencentes a ela.

“Resta evidenciada a existência de disparidades e informações conflitantes que, cristalinamente, impactam e, uma vez aferidos, decisivamente, implicarão, por medida de justiça e adequação técnico-cientifica, na alteração no
cálculo da bandeira “preliminarmente” atribuída a esta região, classificada como Vermelha para Laranja”, consta no documento.

De acordo com a Amuplam, há pacientes de outras regiões do Estado internados nas casas de saúde da região. No Hospital de Caridade de Ijuí (HCI), por exemplo, um dos cinco pacientes internados nos Leitos Covid pertence a cidade de Tiradentes do Sul, que faz parte da região de Palmeira das Missões.

Já nos leitos de UTI adulto do HCI, há um paciente da região de Não-Me-Toque e Bossoroca, que fazem parte das regiões de Passo Fundo e Santo Ângelo.

Além disso, nos leitos de UTI Coronariana da mesma casa de saúde, quatro das seis vagas estão ocupadas por pacientes pertencentes a região de Santo Ângelo, Cruz Alta, Santa Rosa e Caxias do Sul.

Para a associação, esses pacientes não deveriam ser contabilizados.

Conforme a Amuplam, há apenas um paciente internado em UTI para tratamento por Covid-19, e a taxa de ocupação de respiradores encontra-se em 23.1%. A maioria dos tratamentos não requer hospitalização, sendo realizadas no ambiente domiciliar a recuperação dos pacientes acometidos pela doença.

“Pela análise dos dados hospitalares, observa-se que os leitos clínicos estão com um baixo índice de ocupação, evidenciando-se que a probabilidade de se necessitar de leito de UTI seja baixa. Lembrando que não há falta de leitos Covid-19 fora de UTI Adulto, estando sua ocupação na taxa de 5%, de um total de 279 leitos.
Ainda, identifica-se que a R13-Ijuí apresenta o quarto menor número de hospitalização confirmada para Covid-19 registradas nos últimos 7 dias por 100 mil habitantes”, consta na carta.

Deste modo, a associação pede para que seja reavaliada as pontuações atribuídas aos itens que seguem para revisão, “pois evidente a consideração de dados em desfavor da região os quais não lhe são imputáveis, gerando prejuízo inestimável a toda uma região e aos seus habitantes.”

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp