Reajuste do IPTU 2020 em Panambi deve ficar em torno de 4,5%

O Secretário Municipal da Fazenda Sergio Degen em entrevista para a Sulbrasileira informou que, o índice de reajuste do Imposto Predial e Territorial Urbano (ITPU) deverá ficar entre 4,3% e 4,5%.
Ressaltou que, o contribuinte receberá um carnê do IPTU, com descrição das características do imóvel e três opções de pagamento: a primeira guia, com 10% de desconto, para pagamento antecipado até 15 de fevereiro; a segunda, com desconto de 5% e pagamento até 30 de março e, ainda, parcelamento em 11 vezes.
Degen acrescentou na entrevista que, o IPTU em Panambi deve ser corrigido, conforme previsto em lei municipal, pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM), que nos últimos 12 meses deve ser de aproximadamente 6,1%. O secretário municipal da Fazenda, Sérgio Luis Degen, revela que, como houve um apontamento, pelo controle interno, de que nos anos de 2014 e 2016, a forma de correção acarretou em um aumento real de 1,68%. Com este índice aplicado no ITPU 2020, o reajuste cai para 4,3%.
Não haverá correção dos valores de lotes e áreas construídas, diferente do que houve no passado, e também não haverá correção da planta imobiliária de valores, como foi proposta em 2017 e acabou não acontecendo, por iniciativa da Câmara de Vereadores.
O secretário da Fazenda estima que a arrecadação com o IPTU em 2020 deve ficar ao redor de R$ 14 milhões, se aproximando do valor arrecado em 2019.