Polícia Civil prende dois carazinhenses acusados de matar cigano em Santa Rosa

Dois carazinhenses acusados de matar um cigano a tiros dentro de um bar de Santa Rosa, foram presos durante uma ação da Polícia Civil na manhã de ontem, (4) em Carazinho. O crime ocorreu no dia 3 de setembro deste ano.

Conforme o delegado Tiago Teoscke, titular da Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Santa Rosa, a polícia apurou, ao longo das investigações, que os dois autores do assassinato residem em Carazinho e teriam se hospedado em um hotel de Santa Rosa um dia antes de praticar o homicídio.

Ainda conforme o delegado, os dois detidos em Carazinho foram os executores do crime. Um deles era o motorista do carro que os levou até o bar onde o cigano estava. O outro foi o que efetivamente efetuou os disparos na vítima. O homem teria sido atingido por nove disparos de arma de fogo calibre 45. Além dos mandados de prisão, mais quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta sexta-feira.

Durante as buscas, foram apreendidos celulares e roupas que os acusados vestiam no dia do homicídio. As duas prisões foram realizadas no bairro Princesa. O delegado não revelou o que teria motivado o assassinato e não descarta o envolvimento de mais pessoas no crime.

Após os trâmites de registros na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Carazinho, os dois foram levados para o Presídio Estadual de Santa Rosa.