Polícia Civil identifica casal acusado de ingressar drogas e celulares no Presídio de Frederico Westphalen

Após uma investigação de quase três meses, a Polícia Civil identificou um casal que era responsável por intermediar e promover o ingresso de drogas e aparelhos celulares no Presídio Estadual de Frederico Westphalen.

Conforme a polícia, uma mulher de 23 anos foi flagrada pela Brigada Militar no dia 30 de julho, em Frederico Westphalen, trazendo consigo uma porção de maconha que pesava 117 gramas.

Durante o inquérito policial, foi apurado que a droga seria entregue ao companheiro desta, que cumpre pena em regime fechado no presídio local.

Ao longo das investigações, surgiram indícios de que o homem seria responsável por negociar, receber, vender e distribuir drogas e aparelhos celulares para outros presos.

O esquema era exercido de forma reiterada pelo casal, que se utilizava das visitas aos apenados para promover o ingresso de entorpecentes e celulares na casa prisional.

Cabia a mulher, de 23 anos, transportar drogas para outros presos e articular a entrada de aparelhos celulares, sendo que o entorpecente e os aparelhos ingressavam no presídio quando ela realizava visita a seu companheiro, bem como por intermédio de outras mulheres.

O detento, de 27 anos de idade (que cumpria pena em regime fechado pelos delitos de furto e roubo), mesmo já estando preso, teve a prisão preventiva decretada, após representação da autoridade de polícia judiciária, e, em breve, teria direito a progredir de regime (fechado para o semiaberto).

Já a mulher encontra-se presa desde o dia em que foi flagrada pela Brigada Militar. O casal deverá responder por delitos como tráfico de drogas e associação para o tráfico, este com pena majorada em razão de ocorrer nas dependências de estabelecimento prisional.

Foto: Arquivo/Imagem Ilustrativa