Panambi permanece na bandeira vermelha no mapa preliminar da 29ª rodada do distanciamento controlado

A região de Ijuí – formada por vinte municípios, incluindo Panambi e Condor – permaneceu na bandeira vermelha no mapa preliminar da 29ª rodada do Distanciamento Controlado. Ao todo, treze regiões em estão na classificação de risco epidemiológico alto.

Desde a 28ª rodada, o Rio Grande do Sul vem percebendo aumento nas hospitalizações por Covid-19 e nas internações em leitos de UTI, o que justifica o retorno de um grande número de regiões em vermelho.

As regiões Covid de Novo Hamburgo, Capão da Canoa, Canoas e Ijuí já haviam sido classificadas como risco alto na rodada vigente e, neste mapa preliminar, seguem em vermelho. Unem-se a elas as regiões de Caxias do Sul, Uruguaiana, Erechim, Palmeira das Missões, Porto Alegre, Passo Fundo, Guaíba, Santa Maria e Lajeado.

Apesar de apenas a região de Ijuí, onde as novas hospitalizações na soma de sete dias passaram de 29 para 52 casos, ter sido preliminarmente classificada em vermelho, a situação na macrorregião Missioneira segue preocupando a equipe do governo.

No conjunto das quatro regiões, houve crescimento no acumulado de hospitalizações de uma semana para outra, sem que houvesse qualquer mudança na disponibilidade de leitos de UTI. Santo Ângelo, inclusive, está com capacidade esgotada e dois pacientes internados em UTI fora da região e, ao lado de Cruz Alta, teve uma média final quase no limite da bandeira vermelha, classificação que recebeu no mapa vigente.

As demais oito regiões Covid estão na bandeira laranja (risco epidemiológico médio). Entre elas, Santo Ângelo, Santa Rosa e Cruz Alta, que foram consideradas de risco alto na 28ª semana.

O momento é de alerta: o Rio Grande do Sul observou aumento em todos os indicadores monitorados pela equipe do Distanciamento Controlado. Houve elevação de 65% (de 171 para 282 casos) no número de óbitos e de 27% (de 923 para 1.171 casos) nas hospitalizações confirmadas por Covid-19. Por isso, o governo do Estado reforça a necessidade de a população seguir os protocolos e as regras sanitárias estabelecidas pelo modelo.

Veja o mapa preliminar da 29ª rodada: https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br

Das 21 regiões Covid, apenas Uruguaiana, Bagé e Guaíba não aderiram ao sistema de cogestão do Distanciamento Controlado. As outras 18 adotam protocolos alternativos às bandeiras definidas pelo governo – Santa Maria, Capão da Canoa, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa, Palmeira das Missões, Erechim, Passo Fundo, Pelotas, Caxias do Sul, Cachoeira do Sul, Santa Cruz do Sul e Lajeado.

As regiões em cogestão classificadas em bandeira vermelha podem adotar regras de bandeira laranja, e as classificadas em laranja podem adotar protocolos de bandeira amarela, basta que enviem protocolos próprios adaptados à Secretaria de Articulação e Apoio aos Municípios (Saam).

Os planos regionais aprovados estão disponíveis em https://planejamento.rs.gov.br/cogestao-regional

Paralelamente aos pedidos de cogestão, o Estado aceitará pedidos de reconsideração à classificação de risco, que podem ser feitos via associação regional por meio de formulário eletrônico (pelo link https://forms.gle/emxLBwH6oWNPFVie9), no prazo máximo de 36 horas após a divulgação do mapa preliminar – até as 6h de domingo (22/11).

A adoção de protocolos alternativos não altera as cores do mapa definitivo, que será divulgado após análise dos recursos pelo Gabinete de Crise, na tarde de segunda-feira (23/11), por meio de notícia publicada no site do governo do Estado. A vigência das bandeiras da 29ª rodada começa à 0h de terça-feira (24/11) e se encerra às 23h59 de segunda-feira (30/11).

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp