Panambi avança nas ações do Cidade Empreendedora

O município de Panambi, desde que assinou o contrato de adesão ao programa Cidade Empreendedora, iniciativa do Sebrae RS com foco na melhoria do ambiente de negócios nos municípios gaúchos, tem adotado diversas iniciativas para facilitar ainda mais a rotina dos empreendedores. A adesão aconteceu em novembro do ano passado e o Cidade Empreendedora já está incorporado ao programa DNA Empreendedor, implementado pelo executivo municipal e que abrange todas as secretarias. “O Cidade Empreendedora ganha espaço dentro do programa”, afirma o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Ambiental, Rafael Jacques de Oliveira.

O gestor de projetos do Sebrae RS, Claudiomiro Reis, destaca que foi iniciada a fase de consultorias no Eixo de Desburocratização e agora será a vez da reavaliação dos processos objetivando a melhoria e a desburocratização com foco na digitalização de documentos, para reduzir o volume físico de documentos e tornar os processos mais ágeis possíveis. Na próxima semana também terão início as consultorias ligadas ao Eixo de Compras, outro tema priorizado no Cidade Empreendedora para que MPEs consigam participar das licitações municipais.
O programa vai ao encontro do propósito de Panambi de continuar fomentando o ambiente de negócios, fortalecendo e dando oportunidades e desenvolvimento para o comércio, o turismo e o setor de serviços, além do meio industrial. “Nossas ações são conectadas e têm como objetivo gerar emprego e renda”, afirma o secretário.

O Programa Cidade Empreendedora é uma iniciativa inédita no Rio Grande do Sul para engajar gestores e servidores públicos na melhoria do ambiente de negócios e na promoção das políticas públicas para o apoio e fortalecimento do empreendedorismo nos municípios, respeitando suas realidades. O programa tem como objetivo a transformação local, visando impulsionar o desenvolvimento econômico como um todo, com a potencialização e institucionalização de alguns capítulos da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.

Com um investimento de R$ 143 mil, a iniciativa promove a implantação de políticas de desenvolvimento por meio de 10 eixos: os Priorizados, que são Liderança, Desburocratização, Compras Governamentais e Educação Empreendedora; e os Personalizados, que tratam dos temas, Plano de Desenvolvimento Econômico, Valorização das Empresas Locais, Fomento ao Crédito, Inovação, Turismo e Inspeção Municipal.

Deixe uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
 WhatsApp