Pagamento do 13° salário aos inscritos no Bolsa Família

Criado através da Lei n° 10.836/04 o Programa do Bolsa Família dá direito de uma renda básica que beneficia milhares de famílias em situação de pobreza de extrema pobreza por todo o país.
Podem fazer parte do Bolsa Família:
Todas as famílias com renda por pessoa de até R$ 89,00 mensais (famílias em situação de extrema pobreza);
Famílias com renda por pessoa entre R$ 89,01 e R$ 178,00 mensais, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos (famílias em situação de pobreza com crianças e adolescentes).
A liberação do 13º salário para inscritos do Bolsa Família trata-se de uma medida da união federativa, afim de auxiliar os brasileiros em um momento de crise para as famílias mais carentes do país.
Conhecido como abono natalino o mesmo teve à medida que garantia esse pagamento cancelada em março. Contudo o presidente Jair Bolsonaro afirmou que haverá sim uma surpresa para os beneficiários do Bolsa Família para o mês de dezembro. Afirmação essa que animou muito a população mais carente e trouxe expectativas quanto ao recebimento do 14º salário.
Na teoria o valor à receber em dezembro deve ser de duas vezes o valor original da parcela recebida e deverá ser paga em uma única parcela no mês de dezembro.
Como o 13º salário não se difere dos demais o mesmo considera o salário individual para cada beneficiário.
Por exemplo uma família que recebe R$ 100, no décimo terceiro receberia dobrado, logo tendo como possibilidade de saque de um valor de R$ 200.

Calendário de dezembro

O calendário de pagamentos do Bolsa Família no mês de dezembro, mês este que deverá vir o valor dobrado devido ao 13º:
Numero final do NIS Data de recebimento
NIS final 1 – 10 de dezembro
NIS final 2 – 11 de dezembro
NIS final 3 – 14 de dezembro
NIS final 4 – 15 de dezembro
NIS final 5 – 16 de dezembro
NIS final 6 – 17 de dezembro
NIS final 7 – 18 de dezembro
NIS final 8 – 21 de dezembro
NIS final 9 – 22 de dezembro
NIS final 0 – 23 de dezembro

Um dos pontos mais importantes sobre o abono é que o benefício não vale para todos que recebem o Bolsa Família. Existem alguns critérios a serem seguidos para que o beneficiário seja de fato eletiva para o recebimento do dinheiro extra.
Tem como pontos principais além do cadastro no programa, mas que tenha todos os dados devidamente em dia e que seja beneficiário do programa a pelo menos cinco meses, caso o cidadão não complete cinco meses de benefício em dezembro o mesmo poderá não receber o abono de natal.

Fonte : Jornalcontabil

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp