Operação Império da Lei: 18 líderes de facções são transferidos para penitenciárias federais fora do RS

O governo do Estado executou nesta terça-feira (3/3) a maior ação planejada até o momento pelo programa RS Seguro. Com a participação de mais de 1,3 mil agentes e o emprego de 306 viaturas, sete aeronaves – seis helicópteros e um avião – e quatro embarcações, as secretarias da Segurança Pública (SSP) e da Administração Penitenciária (Seapen) deflagraram a Operação Império da Lei

A ação foi organizada para transferir 18 detentos com posição de liderança nas principais organizações criminosas gaúchas para penitenciárias federais fora do Rio Grande do Sul. A operação contou com 15 instituições das esferas estadual e federal.

O governador Eduardo Leite, o vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, e chefias de todas as instituições envolvidas concederão entrevista coletiva nesta terça-feira (3/3), às 10h, no auditório do 2° andar da SSP (Rua Voluntários da Pátria, 1.358, na capital).

Também estarão presentes representantes de todos os órgãos envolvidos. Pelo RS, atuaram Brigada Militar (BM), Polícia Civil, Instituto-Geral de Perícias (IGP), Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS), Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), Ministério Público e Poder Judiciário. A Secretaria da Saúde apoiou com acompanhamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Pela União, a partir de determinação do Ministério da Justiça e da Segurança Pública para apoio do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), somaram-se esforços de Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Exército, Aeronáutica e Marinha do Brasil.

Deixe uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
 WhatsApp
 Baixe o aplicativo Sul Brasileira
X