Onda de calor deve terminar no domingo, quando uma frente fria chega ao Estado

O bloqueio atmosférico responsável pela intensa onda de calor que permanecerá no Rio Grande do Sul até o final de semana deve terminar somente no domingo (15), quando uma frente fria avança sobre o Sul do Estado. De acordo com a Somar Meteorologia, o bloqueio está na região da Argentina e não permite que as frentes frias subam para o Brasil.
— No domingo, o padrão de bloqueio será quebrado e a umidade retorna, associada a um sistema de baixa pressão atmosférica, trazendo de volta a instabilidade — explica Carine Malagolini Gama, meteorologista da Somar.

A frente fria avançará no final do domingo, provocando vento intenso na região Sul e no Litoral, onde estão previstas rajadas acima de 60 km/h. No extremo Sul gaúcho também há possibilidade de pancadas isoladas de chuva a partir do início da noite.
A partir da segunda-feira (16), o padrão de dias de tempo seco no Estado deve ser quebrado pela chuva, que é prevista para todas as regiões. A instabilidade trará o aumento das rajadas de vento – que ficam entre moderadas e fortes – e da nebulosidade.
— Os acumulados não serão muito altos, variando de 5mm a 20mm, mas há condições para trovoadas — ressalta Carine.
A chegada da frente fria também marcará o fim da última onda de calor do verão, que termina em 20 de março. De domingo para segunda, as máximas registradas devem diminuir significativamente em todo o Estado: a diferença de um dia para o outro na maioria das cidades poderá ser de 10°C.
Em Panambi, os termômetros chegam a 29°C, contra a máxima de 40°C prevista para sábado (14) e domingo.
— A frente fria muda a direção dos ventos, e isso afeta a temperatura. Antes, eram ventos quentes, vindos do quadrante Norte. Agora, a frente traz ventos do quadrante Sul — esclarece a meteorologista.

Fonte: ZH

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp