MP lança campanha de prevenção ao compartilhamento de imagens íntimas de crianças e adolescentes

O Ministério Público do Rio Grande do Sul lançará, no dia 4 de setembro, às 14h, a segunda parte da campanha “Quando uma imagem vira pesadelo”, de prevenção à postagem e ao compartilhamento de imagens íntimas de crianças e adolescentes. A campanha terá início com o lançamento de um filme de 1 minuto que aborda o tema do ponto de vista do adolescente que compartilha imagens da menina, alertando para as implicações legais e os graves danos emocionais para a vítima. O primeiro filme mostrou a situação a partir da menina que envia as imagens e sofre com as consequências. A ação está vinculada à campanha Setembro Amarelo, de combate ao suicídio.
“Quando uma imagem vira pesadelo – Parte II” visa enfatizar as ações de prevenção e atuação dos profissionais do Sistema de Garantias de Direitos que trabalham com crianças e adolescentes expostos à vulnerabilidade por exposição inadequada na internet. Por isso, terá sua divulgação no Fórum Permanente de Prevenção e Combate à Violência Sexual Praticada contra Criança e Adolescente.
Coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude, Educação, Família e Sucessões (Caoijefam) e da campanha, a promotora de Justiça Denise Villela, afirma que muitos casos de crianças e adolescentes autolesionados ou que tentam suicídio que chegam às Promotorias de Justiça da Infância e da Juventude se revelam vinculados à exposição de imagens na internet, sem que os responsáveis tenham conhecimento sequer de sua interação com redes sociais. “Esta questão tem várias faces, que implicam em significativos riscos à saúde física e mental dos adolescentes, e as fases da campanha seguem a cronologia do problema, iniciando com o envio das imagens, seguido da postagem e compartilhamento”, enfatiza a promotora.