Justiça mantém liminar que suspende posse da nova presidente do MTG

Em decisão divulgada no final da tarde desta terça-feira (14) a Justiça de Lajeado decidiu manter a suspensão da posse da candidata Elenir Winck como nova presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). A panambiense, de 61 anos, havia vencido após desempate contra a candidata Gilda Galeazzi, 65 anos, na noite de sábado (11), durante o 68 Congresso Tradicionalista Gaúcho.

As duas candidatos haviam recebido 530 votos cada. A Assembleia Geral Eletiva optou pela chapa de Elenir sob a justificativa de que a análise da idade de todos os membros das chapas, havia um conselheiro (suplente) mais velho.

Gilda entrou com a ação para anular a decisão e seja considerada a candidata mais idosa. Conforme a ação pública, com o resultado, o desempate deveria ocorrer conforme as normas do regulamento geral do MTG, que considera eleita a chapa que tiver o candidato mais idoso. Porém, conforme o documento, isso não correu e a comissão eleitoral decidiu que Elenir, de 62 anos, assumisse no lugar de Gilda, com 65 anos.

A decisão de Carmen Luiza Rosa Constante Barghouti. “O regulamento é claro que, em caso de empate, será eleita a chapa que tiver o candidato mais idoso. A interpretação dada pela comissão que buscou declarar vencedora chapa em um suplente é a pessoa mais idosa de todos os que concorriam na eleição é questão interpretativa e passível de análise mais aprofundada”, escreveu a juíza.

Em nota, o MTG pediu para juíza reconsiderar a decisão, reforçando que a Comissão Eleitoral esteve atenta a toda a legislação tradicionalista. “A posição do MTG é de tranquilidade em relação ao assunto. A ordem judicial está sendo cumprida, mas não se acredita que, feita uma análise completa da legislação, a justiça entenderá diferente do que a posição da Comissão Eleitoral.”

Em sua página no Facebook, Elenir afirmou que a sua chapa segue firme com o propósitos de preservar a dignidade da instituição.
“Temos plena convicção de nossa postura ética e nossa retidão de caráter para com nossa cultura e nossa tradição, bem como para com todos os tradicionalistas do nosso Rio Grande. Conhecemos, defendemos e confiamos nas leis que regem nosso amado MTG. Estamos tranquilos e confiantes. Continuamos na luta na defesa de nossos ideais.”