Júri de Ijuí condena acusado de tentar matar mulher, filha e genro

O Tribunal do Júri da Comarca de Ijuí, em sessão de julgamento finalizada na noite da terça-feira, 11, considerou culpado Edvaldo Gomes Toledo por três tentativas de homicídio, crimes cometidos em 2017 e que tiveram como vítimas a mulher, a filha e o genro do réu.

Com o veredito, o Juiz de Direito Eduardo Giovelli fixou a pena em 12 anos de reclusão em regime inicial fechado. Toledo, que já vinha preso preventivamente, seguirá detido na Penitenciária Modulada de Ijuí.

O réu respondeu por três homicídios tentados com as qualificadoras de recurso que dificultou a defesa das vítimas (ataque de surpresa) e feminicídio e motivo torpe (apenas no caso relativo à esposa).

A denúncia apresentada pelo Ministério Público apontou que o primeiro crime aconteceu contra a mulher, na manhã 12 de setembro de 2017, quando Toledo a atacou com uma faca dentro do carro em que estavam. Ele desconfiava que a companheira o traía. A mulher conseguiu evitar com a mão o golpe contra o peito e, ato contínuo, saltou do automóvel em movimento para fugir de outra agressão. O casal tinha 35 anos de convivência e três filhos.

Foi pouco mais de um mês depois em 20 de outubro, o réu foi à casa da filha (supostamente atrás da esposa) e, de surpresa, atacou inicialmente o genro com um golpe de marreta e com uma chave de fenda. Quando a filha interveio, também foi atingida com uma marretada na cabeça.

Fonte: Tribunal de Justiça RS

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp