Inadimplência com o IPVA 2020 em Panambi é de 9,84%

O calendário de pagamento do licenciamento 2020 de veículos automotores no Rio Grande do Sul terminou na sexta-feira da semana passada (31), com o vencimento da data para veículos com placas finais 9 e 0.
Com isso, a partir de agora, todos os veículos que não tiveram o tributo pago estarão sujeitos ao recolhimento ao guincho durante as operações de transito.
Por outro lado, apesar dos prazos para pagamento dos tributos terem vencido, 1.615 veículos estão inadimplentes com o IPVA, representando 9,84% da frota de 16.412 veículos fabricados a partir do ano 2000. Pagaram o tributo proprietários de 14.796 veículos automotores.
De acordo com a Receita Estadual, a arrecadação com o IPVA 2020 em Panambi alcançou o montante de R$ 12.038.729,16 de um total previsto de R$ 12.869.271,00.
A inadimplência em valores é de 6,59% deixando de serem arrecadados R$ 847.882,65

O contribuinte que não pagou o tributo em dia, além de ter perdido os descontos de Bom Motorista (de até 15%) e Bom Cidadão (de até 5%), terá multa de 0,334% ao dia sobre o valor do imposto não pago, até o limite de 20%. Depois de 60 dias em atraso, o débito sofre acréscimo de mais 5% sendo inscrito em dívida ativa, com o contribuinte correndo o risco de ter seu nome lançado no Serasa, sofrer protesto no cartório da sua cidade e processo de cobrança judicial.
Além dessas consequências, o proprietário que for flagrado nas barreiras com o IPVA atrasado terá custos que poderão ir além de colocar em dia o imposto. Como o IPVA é um dos requisitos para renovar o Certificado de Registro e de Licenciamento de Veículo (CRLV), transitar sem esse documento em ordem significa infração gravíssima do Código de Trânsito Brasileiro), com risco de multa e pontos no prontuário da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além dos custos do serviço de guincho e depósito do Detran.

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp