Ijuí registra 11º homicídio em 2020

Ocorreu na noite desta quarta-feira (30) o 11º homicídio em Ijuí desde o início de 2020. O acusado foi preso pela Força Tática da Brigada Militar no Bairro Modelo.

Os policiais estavam realizando uma barreira no bairro quando foram acionados para atender uma ocorrência de disparos de arma de fogo nas proximidades de uma agropecuária. No caminho, foram informados que duas motocicletas com dois homens em cada estavam envolvidas no fato, e que possivelmente haveria uma pessoa baleada em estado grave.

Ao chegarem, constataram que a vítima já havia sido encaminhada ao Hospital de Caridade de Ijuí. No entanto entanto, ela não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Testemunhas afirmaram que o autor dos disparos de arma de fogo era um indivíduo conhecido no meio policial. Em posse desta informação, os policiais iniciaram diligências até o bairro Colonial, mais precisamente na área verde do bairro, onde fica a moradia do suspeito.

No chão da porta da casa, os policiais encontraram uma touca ninja preta. Com a porta ainda aberta, foi possível avistar uma motocicleta Yahama Fazer, cor escura, e o suspeito no sofá. Os policiais tentaram abordar o sujeito, que resistiu e investiu contra os policiais, sendo necessário utilizar da força e espargidor de agente químico para algemá-lo e contê-lo.

No sofá, os policiais encontraram um casaco moletom de cor vermelha e outro de cor preta idênticas as roupas usadas pelos suspeitos, conforme relato das testemunhas oculares. Ao lado destes, também encontrado dois capacetes de cor preta, e a chave da moto. Esta última, quando inspecionada, foi verificado que estava com o motor quente, de forma a indiciar o uso dela de forma recente.

Indagado sobre sua participação no fato, o suspeito negou. Disse desconhecer a vítima. Afirmou que a moto é dele e somente ele anda nela.

Cabe salientar o relato da família da vítima que diz que o suspeito preso esteve por diversas vezes nesta semana nas redondezas da casa deles. Que foi com a moto e mais um “comparsa” lá e que eles tiveram uma discussão, inclusive o acusado estaria prometendo a vítima.

Após trabalho de inteligência foram realizadas buscas pelo efetivo da Força Tática a fim de localizar a arma do crime, bem como dos outros participantes, porém não localizado.

O acusado foi conduzido até a UPA e posterior apresentação na Polícia Judiciária para o desdobramento da ocorrência onde foi autuado.

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp