Governo manterá restrições ao comércio em Passo Fundo e Lajeado

O governo do Estado manterá as restrições ao comércio em Passo Fundo e Lajeado. As duas regiões continuam com a bandeira vermelha, no distanciamento social controlado, devido o alto risco de propagação do novo coronavírus.

Durante transmissão ao vivo pela internet nesta quinta-feira (07), o governador Eduardo Leite explicou os motivos, decididos após muito diálogo (com a comunidade, empresários e prefeitos), mas com base em informações e dados técnicos.

“Como trabalhamos com critérios técnicos, nos debruçamos nessas reuniões sobre as discussões técnicas. Houve novidades, novos leitos colocados em disponibilização em Passo Fundo. Mesmo que tenha havido a disponibilização de novos leitos, observamos crescimento do número de internações proporcionalmente aos leitos, tanto em Passo Fundo quanto em Lajeado, não sendo possível nesse momento o abrandamento das restrições nesta regiões”, explicou Leite.

Atualmente, Passo Fundo tem 231 casos confirmados e 17 mortes – o mesmo número de óbitos de Porto Alegre.

Dos 117 leitos de UTI dos 24 hospitais da região, 92 (78,6%) estão ocupados. Destes, 28 (30%) estão ocupados por pacientes infectados ou com suspeita de Covid-19. Os demais, 64 (70%), por pacientes com outros diagnosticados. Atualmente, esta bandeira é amarela, pois a taxa de ocupação está abaixo de 80%. No entanto, a região registrou um grande número de casos nesta semana.

Em Lajeado são 175 casos confirmados e 8 óbitos. Dos 40 leitos de 19 hospitais da região, 27 (67,5%), estão ocupados, sendo que 18 (67%) são por pacientes infectados ou com suspeita de Covid-19. Os outros 9 pacientes estão internados por outros problemas.

Até o final da manhã de sexta-feira (7), o Rio Grande do Sul registrava 2.183 casos confirmados e 91 óbitos. Do número total de pacientes, 1.218 (55.8%) são considerados recuperados e 874 (40%) em recuperação.

O modelo de distanciamento controlado proposto pelo governador Eduardo Leite deverá ser apresentado amanhã em vídeo.

Deixe uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  
 WhatsApp