Governador reforça pedido de auxílio ao governo federal para minimizar danos da estiagem

O pedido de auxílio para minimizar os prejuízos causados pela estiagem no Rio Grande do Sul foi reforçado com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, por uma comitiva formada pelo governador Eduardo Leite, o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, e a bancada gaúcha, durante reunião realizada nesta quarta-feira (11/3) em Brasília.

“As perdas já atingiram mais de 30% das lavouras de soja e seguem subindo, o que é ainda mais angustiante. Infelizmente, pelos prognósticos da meteorologia, não vemos melhoria nas condições climáticas nas próximas semanas e, consequentemente, a perda se agravará, comprometendo nossa economia e a saúde financeira dos produtores. Isso ameaçará safras futuras, investimentos e a arrecadação do RS”, destacou Leite.

“Fiz questão de estar aqui presente para mostrar que existe união de esforços da nossa bancada no Senado e na Câmara Federal, do Poder Executivo, das entidades e da Assembleia Legislativa, e que todos estão fortemente comprometidos com a causa. A ministra tem sido grande parceria do agro e do RS, mas precisamos dar a noção de urgência e relevância que é a apresentação, pelo governo federal, de um plano de ação, que deverá envolver a renegociação de créditos de custeio, a comercialização de produtos e outros instrumentos para animar os nossos produtores, dando-lhes condições de cumprir com seus compromissos financeiros e de semearam as próximas safras”, acrescentou o governador.

A principal demanda é a prorrogação dos prazos dos financiamentos de produtores afetados pela estiagem no Estado. A solicitação constava em uma lista de reivindicações entregue por entidades agropecuárias gaúchas a Leite ainda em janeiro e que, posteriormente, foi encaminhada à ministra pelo governador. Desde então, Leite esteve duas vezes com Tereza Cristina para tratar do assunto – a mais recente durante a abertura da Expodireto Cotrijal, no início do mês, e outra em 12 de fevereiro, no gabinete dela.

Ao final do encontro de hoje, a comitiva gaúcha entregou um documento com a pauta de pedidos e marcou uma nova reunião de trabalho para a manhã de quinta-feira (12/3) no ministério.

Balanço

Conforme atualização divulgada em caráter excepcional pela Emater/RS-Ascar nesta quarta-feira (11/3), as perdas na produtividade, em relação aos dados inicialmente divulgados em agosto do ano passado, são de 32,2% nas culturas de soja e 26,2% na de milho na safra 2019/2020.

Na terça-feira (10/3), o governo do Estado firmou termo de cooperação técnica com mais nove municípios para a perfuração de poços artesianos. O objetivo é garantir o abastecimento de água para consumo humano. Os serviços serão realizados pela Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), beneficiando 970 famílias. No total, nos primeiros três meses do ano, mais de 2 mil famílias foram atendidas em 22 municípios.

Fonte: Governo do Rio Grande do Sul

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp