Família de menina com doença rara faz campanha para pagar tratamento

Em uma cama, a menina Milena, quatro anos, repousa enquanto assiste televisão e brinca com uma boneca. Muito apegada a mãe, Pedronila Folmam, chora quando não está perto e só se acalma quando ela retorna. A movimentação é limitada pelo fato de toda a perna esquerda estar engessada após ela sofrer uma queda no final de semana.

Para Milena uma pequena queda, um simples tropeção, pode lhe causar problemas graves. Isso porque ela nasceu com osteogênese imperfeita, popularmente conhecida como ossos de vidro, uma condição rara de fragilidade nos ossos, que podem quebrar com extrema facilidade.

A menina, que mora com a família em Palmeira das Missões, foi diagnosticada com a doença antes de completar dois anos. “Quando ela tinha um ano e três meses simplesmente caiu no corredor e não se levantou mais. Ela estava chorando e não se levantava. E aí eu vi que alguma coisa estava errada”, relata a mãe, que sofre da mesma condição. Milena havia fraturado a perna. “Até então não sabíamos que ela tinha alguma doença. Com as consultas, foi visto que ela tem esta doença.”

Milena já teve quatro fraturas, duas apenas no ano passado. Apesar de não existir a cura para a doença, há um tratamento, realizado em Porto Alegre há cada três meses, mas foi interrompido devido à pandemia da Covid-19.

No dia 26 de setembro, sábado, Pedronila e Milena foram fazer um passeio para sair um pouco da quarentena. “Ela estava tão feliz, me agradeceu pelo passeio”, relembra a mãe. No entanto, à tarde, enquanto a criança brincava em um balde, ela resbalou e caiu em cima da perna que já havia fraturado. “O pouquinho que caiu já fraturou. Eu só ouvi o grito dela, desesperado, e percebi que já tinha fraturado. Foi bem sofrido até chegar ao hospital.”

Agora, ela precisa realizar uma cirurgia para correção dos ossos da perna fraturada. “Eles tem que passar uma haste no corpo, que custam cerca de R$ 80 mil.”

Para obter o dinheiro, a família de Milena está realizando uma campanha e realizar a operação necessária. Doações podem ser feitas para a seguinte conta:

Pedronila Folmam

CPF: 981434840-68
055996168365
AG: 0492
Operação:013
Conta: 00062181-0

“Como mãe da Mileninha, eu quero que ela venha a andar, tenha a oportunidade de estudar e brincar, que eu não tive. No meu tempo, não tinha tratamento nem solução. Agora tem. Precisamos de ajuda. Toda a ajuda é bem-vinda.”

Perda

Entretanto, a família da Milena sofreu um baque quando Francisco Balbino da Costa, 51 anos, pai da criança e patriarca, sofreu um enfarto fulminante no dia 10 de abril, Sexta-feira Santa, pouco antes do almoço. “Estava todo mundo aproveitando o momento da família, tirando foto, quando olho para ele e vejo que está deitado, com a cabeça para trás.”

Francisco está há seis meses internado em estado vegetativo, fazendo com que Pedronila tenha que enfrentar as dificuldades diárias sozinha. “Está sendo uma falta que a gente não está conseguindo superar. Era ele que ia com a gente para Porto Alegre, ficava comigo, nos ajudava”, desabafa. “Ele não está tendo recuperação e não está respondendo mais. O doutor disse que o estado dele é muito grave. E isso me deixa ainda mais. Ele ajudava, transformava o momento. Fazia festinha para animar a Milena, trazia um monte de criança. Agora não é mais assim.”

Sem o patriarca trabalhando, a família está vivendo apenas com R$ 400 por mês. “Estou me virando sozinha. Simplesmente sozinha”, fala, segurando o choro. “Está muito complicado. Eu dependia do meu marido e de repente ele se foi e não está aqui para me ajudar.”

Ajuda

A história da Milena comoveu Nelson Ribeiro, morador de Palmeira das Missões, que entrou em contato com o repórter da Rádio Sulbrasileira, Renato Bueno, para mobilizar a comunidade. “Espero que a gente consiga arrecadar esse dinheiro para que daqui a um ano a Milena possa estar caminhando pela casa. E a Milena é uma menina extremamente feliz e a gente se sensibilizou muito por isso. A mãe da Milena é uma guerreira, por estar passando por tudo isso e não perder a esperança e a fé.”

Ribeiro faz um apelo à comunidade. “Peço para ajude com aquilo que você puder, seja R$ 10, R$ 5, R$ 20, R$ 50 ou mais. Ajude a gente fazer a felicidade da Milena e ela consiga ter uma vida normal, ir para a escola, correr, brincar, o que uma criança normal faz hoje, como os meus filho e os seus. Tenho certeza que a tua felicidade é ver teu filho correndo e brincando, e é isso que queremos ver a Milena fazendo. Tudo o que você fizer de coração Deus dá em dobro”, finalizou.

Confira a história da Milena e o depoimento da mãe no vídeo feito pelo repórter Renato Bueno:

Palmeira das Missões:Confira esta história triste mais que você pode ajudar

Mãe pede ajuda da comunidade para ajudar a filha Milena, diagnosticada com osteogênese,conhecida como ossos de vidro.Moradora de Palmeira das Missões, que sofre da mesma doença e está com o marido em estado grave no hospital, precisa de R$ 80 mil para que a criança de quatro anos possa se recuperar.A menina está há quase uma semana com a perna quebrada e não consegue sair da cama.Conta Caixa Econômica FederalPedronila FolmamCPF: 981434840-68055996168365AG: 0492Operação:013Conta: 00062181-0

Posted by Rádio Sulbrasileira on Thursday, October 1, 2020

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp