Estado não descarta regras mais rígidas de isolamento nas regiões de Passo Fundo e Lajeado

Diante do aumento de casos de Covid-19 nas regiões de Passo Fundo e Lajeado, o governador Eduardo Leite anunciou durante coletiva de imprensa na segunda-feira (27), em Santa Maria, que não descarta a possibilidade de tornar mais restritas as regras de distanciamento social. Leite afirma que houve uma disseminação maior do vírus nestes locais.

“Estamos monitorando e vamos tratar junto aos prefeitos nessas duas cidades sobre dentro do processo do distanciamento eventuais maiores restrições que sejam necessárias. (…) Talvez, nessas regiões teremos que conversar e ajustar com os prefeitos dessas regiões um distanciamento mais profundo e restrito, tendo em vista que estamos vendo que por situações específicas”, respondeu ao ser questionado sobre as medidas que o Estado pretende em função da evolução dos casos.

O governador afirmou que a equipe de vigilância epidemiológica acompanha a situação dos dois municípios, especialmente em Passo Fundo, onde já confirmaram 103 pacientes com Covid-19 e 11 óbitos. Recentemente, ele afirmou que a cidade vive um surto da doença. Atualmente, Passo Fundo ocupa o segundo lugar entre as que possuem o maior número de casos e mortes, atrás apenas de Porto Alegre, que possui 439 casos e 14 óbitos. A taxa de ocupação dos leitos hospitalares na cidade é 83.7%.

Leite citou o caso do Frigorífico da JBS, que teve 20 empregados e três familiares de funcionários confirmados para coronavírus e de um Lar de Idosos onde 18 idosos testaram positivo para o coronavírus. Além disso, os municípios da regiões apresentam uma grande quantidade de casos. Em Marau, município vizinho de Passo Fundo, há 49 casos e um óbito. Em Carazinho, há 12.

Em Lajeado, foram registrados mais sete casos em menos de 24 horas, chegando a 63 no total, e três óbitos. A incidência é de 80 por 100 mil habitantes, uma das maiores do estado. Nesta segunda-feira (27), a UTI Covid do Hospital Bruno Born chegou a sua capacidade máxima. O município tem mais casos do que Caxias do Sul, que registra 48 até o momento, sem nenhuma morte. Na região do Vale do Taquari, da qual Lajeado faz parte, há 15 cidades com casos, somando 120.

Distanciamento social controlado

Ao falar sobre a situação das duas regiões, o governador reforçou que o Rio Grande do Sul está em um processo de de migração para o novo modelo de distanciamento social controlado. Ele se baseia em níveis de restrição conforme a região do Estado e o setor econômico e será controlado pela capacidade de resposta de saúde e pelo comportamento da pandemia no território.

“Mas, talvez nessas duas regiões sejam necessárias antecipar-se medidas de maior distanciamento não aguardando a entrada do novo decreto, que já vai prever este nova ferramenta de distanciamento controlado a partir dos indicadores de internações em relação a semana anterior, se estão aumentando ou se estão diminuindo e outros números que analisam a velocidade da disseminação do vírus já vão interferir automaticamente no processo de distanciamento”, afirmou Leite.

A secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, afirmou também que a pasta irá publicar uma minuta para normatizar as relações nas indústrias, especialmente em frigoríficos, e uma nota técnica sobre os surtos e uma com regras mais rígida para asilos.

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp