Covid-19: Panambi registra o quinto óbito

Panambi registrou mais uma morte por Covid-19. Isolde Scholten, 62 anos, faleceu na tarde desta sexta-feira (2). Ela estava internada há 28 dias na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital São Vicente de Paulo, em Cruz Alta, mas não resistiu. Ela possuía comorbidades. O marido, Orlando, também esteve internado mas recebeu alta recentemente.

Este é o quinto óbito registrado em Panambi, o terceiro nesta semana. Nesta quinta-feira (1º), outra paciente, de 73 anos, que estava internada na UTI em Cruz Alta, acabou morrendo.

“Foi uma semana muito triste para Panambi, três pessoas levadas por este vírus”, lamentou o prefeito Daniel Hinnah em entrevista à Rádio Sulbrasileira, para o programa Café da Tarde. “Nos preocupa que essa semana foi grave também na região: três óbitos em Panambi, um em Catuípe, dois em Ijuí, um em Augusto Pestana e um em Ajuricaba. Com estes oito óbitos registrados, foi a semana mais grave para a região.”

O município registra 180 casos de Covid-19. Destes, 157 estão recuperados e 17 ativos. Há ainda 75 casos sendo monitorados pelas equipes de saúde e 25 exames PCR aguardando resultado. Desde o início da pandemia, foram realizados 2.315 testes no município.

A região de Ijuí – composta por vinte municípios, incluindo Panambi e Condor – registra 2.222 casos do novo coronavírus e 42 óbitos. Somente o Ijuí tem 1.221 pessoas infectadas e 22 mortes. Em seguida, está Panambi, seguido por Ajuricaba (149), São Martinho (115) e Crissiumal (83).

Dos 36 leitos de UTI disponíveis na região, 31 (86,1%) estão ocupados. A alta taxa de ocupação foi registrada ao longo de toda a última semana. Já as regiões vizinhas (Santo Ângelo, Santa Rosa, Passo Fundo, Palmeira das Missões e Cruz Alta) estão com a taxa abaixo dos 80%.

O mapa preliminar do distanciamento controlado será anunciado no final da tarde desta sexta-feira (2). Acompanhe a programação da Rádio Sulbrasileira para mais informações.

“Há uma tendência e uma possibilidade de irmos para a bandeira vermelha. Se isso acontecer, serve para a comunidade entender que não podemos relaxar com os cuidados e não vamos poder continuar com as atividades de educação presencial e atividades esportivas que estavam liberados na bandeira laranja”, avalia o prefeito.

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp