Caso Rafael: primeira audiência será nesta quinta-feira com depoimento do pai do menino

O caso do menino Rafael Mateus Winques , de 11 anos,, que teria sido morto pela mãe, em Planalto, ganha mais uma capítulo nesta quinta-feira (1°), quando ocorrerá a primeira audiência, com depoimentos de testemunhas.

O pai do menino, Rodrigo Winques, será ouvido por videoconferência, direto de Bento Gonçalves. Já Delair Souza, ex-namorado de Alexandra Dougokenski, mãe do menino e acusada do crime, e Ana Maristela Stann, professora de Rafael, foram intimados a comparecer presencialmente no foro da cidade para depor.
Em 13 de julho, a juíza Marilene Parizotto Campagna, que conduz o processo, recebeu a denúncia contra Alexandra, que confessou ter assassinado o filho, em 15 de maio, em Planalto. Ela responde por homicídio doloso — quando há intenção de matar —, ocultação de cadáver, falsidade ideológica e fraude processual.
Ainda em outubro, mais 13 pessoas devem ser ouvidas nos dias 9, 15 e 16. Alexandra acompanhará remotamente a todas as audiências e assim será interrogada em 22 de outubro. Ela cumpre prisão preventiva na Penitenciária Municipal de Guaíba.
Rafael Mateus Winques desapareceu na cidade do norte do Estado em 15 de maio. A causa da morte indicada pela perícia foi asfixia mecânica, provocada por estrangulamento com corda. O corpo foi encontrado em uma caixa de papelão colocada no terreno da casa vizinha. Alexandra chegou a registrar o desaparecimento do filho. Ela está presa desde 25 de maio após ter confessado a morte de Rafael.

Fonte: ZH

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp