Bolsonaro anuncia reajuste, e salário mínimo ficará em R$ 1.045

O presidente Jair Bolsonaro anunciou na terça-feira (14) que o salário mínimo será de R$ 1.045. O valor foi reajustado para recompor integralmente a inflação de 2019.
O presidente afirmou que enviará uma nova Medida Provisória (MP) ao Congresso para substituir a proposta enviada em dezembro, que reajustava o piso salarial do país de R$ 998 para R$ 1.039.
O valor anterior estipulado em dezembro, que levou em conta a inflação de janeiro a novembro de 2019 mais uma estimativa para dezembro, acabou ficando abaixo da inflação oficial, divulgada na última semana.
— Nós tivemos uma inflação atípica em dezembro, não esperávamos que fosse tão alta assim, mas foi tudo basicamente da carne — afirmou o presidente.
O novo reajuste do salário mínimo foi tratado em reunião de abertura do ano com secretários nesta segunda-feira (13).
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2019, que ficou em 4,48%. O percentual veio acima dos 3,86% estimados no fim de dezembro pelo governo ao determinar o valor de R$ 1.039 para o mínimo.
Levando em conta o cálculo usado pela equipe econômica, que parte de R$ 999,91 ao considerar um resíduo de inflação de 2018, o valor chegaria a R$ 1.044,70 usando o INPC integral de 2019. Como a cifra é arredondada ao entrar em vigor, o salário mínimo em 2020 deveria ser de R$1.045.