BM reduz indicadores de criminalidade do furto abigeato no Rio Grande do Sul

A Brigada Militar realiza uma série de medidas de enfrentamento ao furto de animais, principalmente nas áreas rurais e de fronteira do Rio Grande do Sul. Desde 2016, a Corporação iniciou a Operação Avante Rural que tem como objetivo principal ações de combate ao furto de animais, contrabando e descaminho.

O furto abigeato, nome deste tipo de crime, é uma prática antiga realizada por criminosos que invadem as propriedades e tomam posse de animais para abatê-los ou comercializá-los ainda vivos.
Cada proprietário insere no animal um sinal específico que permite a identificação e procedência do mesmo. Os criminosos agem inclusive na remoção ou alteração desse sinal para que não haja identificação pelos órgãos de fiscalização competentes.

Entre as principais ações da operação estão as barreiras policiais com abordagem qualificada que realizam a fiscalização dos veículos e carga transportada; a fiscalização de estabelecimentos comerciais que atuam neste segmento e uma ação de extrema importância no combate ao abigeato: a visitação nas propriedades rurais pelas Patrulhas Comunitárias ou Rurais.

A intensificação das ações realizadas pela Instituição vem gerando resultados positivos, inclusive se comparados ao ano de 2019.

Dos 16 Comandos Regionais de Polícia Ostensiva (CRPO) da Brigada Militar, 12 apresentaram redução nos indicadores criminais de furto abigeato na sua área de atuação. São eles:

Comando de Policiamento da Capital, Comando de Policiamento Metropolitano, CRPO Ostensiva Alto Jacuí, CRPO Central, CRPO Centro-Sul, CRPO Fronteira Noroeste, CRPO Fronteira Oeste, CRPO Litoral, CRPO Serra, CRPO Sul, CRPO Vale do Caí, CRPO Vale do Taquari. 

Os destaques dessa redução ficam com as unidades pertencentes aos CRPOs que obtiveram maior número de redução de furto abigeato. No pódio destacaram-se o CRPO Fronteira Oeste, que em comparação ao ano anterior, diminuiu 100 casos de furto abigeato; CRPO Serra que teve diminuição de 50 ocorrências e o CRPO Fronteira Noroeste que reduziu 37 casos do cometimento deste tipo de crime. Essa análise é baseada no período do primeiro semestre de 2019 e 2020.

Na região da Fronteira Oeste, a Brigada Militar vem desempenhando ações como as que já resultaram na apreensão de mais de 400 animais e várias prisões em flagrante. Uma dessas ações é a Operação Restituição que une esforços do 2°Regimento de Polícia Montada (2°RPMon), Polícia Civil e Inspetoria Veterinária e conta também com o apoio de outros órgãos como Vigilância Sanitária e SEAPI (Secretaria Estadual da Agricultura Pecuária e Irrigação) e efetivo do Policiamento Ambiental da brigada Militar.

O resultado positivo das ações que já restituíram animais para 14 vítimas pode ser identificado na satisfação dos moradores da área rural, aspecto que está diretamente ligado à sensação de segurança.

Fonte: Brigada Militar

Deixe uma Resposta

  
 WhatsApp