Trump afirma que EUA não precisa da China e pede para empresas americanas saírem do país

“Não precisamos da China e, sinceramente, será muito melhor sem eles. A vasta quantidade de dinheiro feito e roubado pela China dos EUA, ano a ano, por décadas, precisa parar”, escreveu o presidente Donald Trump em seu Twitter nesta sexta-feira (23). Ele também afirmou que Pequim rouba bilhões em propriedade intelectual todo ano. “Não vou deixar isso acontecer”, escreveu na rede social.
Trump afirmou que já pediu que as empresas americanas comecem a estudar alternativas à China “imediatamente” e voltem aos EUA para produzir seus produtos no país.
“Eu vou responder as tarifas da China nesta tarde. Esta é uma grande oportunidade para os EUA. Também estou pedindo que empresas de entrega, incluindo FedEX, Amazon, UPS e os Correios, procurem e recusem todas as entregas do [remédio opióide] Fentanyl da China ou de qualquer lugar. Nossa economia, por causa dos nossos ganhos nos últimos dois anos, está muito maior do que a China. Vamos manter esse caminho”, concluiu Trump.
Nesta sexta-feira, a China acusou Trump de estar politizando o Fentanyl e que pretende usá-lo como arma na guerra comercial contra o país, segundo a agência Bloomberg. Anteriormente, presidente americano havia dito que pediu ao presidente Xi Jinping a proibição do envio da medicina aos EUA para ajudar o governo americano a reduzir mortes e problemas de saúde causados no país pelo uso excessivo de opióides pelos americanos.
Após os tuítes de Trump contra os chineses, as ações nas bolsas americanas voltaram a cair com força.