Trabalhadores na expectativa para receber abono do PIS/PASEP


Quem ainda não sacou o abono do PIS/Pasep, ano base 2015 pode retirar o benefício até o dia 30 de junho. O calendário para pagamento pelo mês de nascimento já foi concluído. No caso do PIS, o saque deve ser feito na Caixa Econômica Federal ou nas lotéricas e o PASEP no Banco do Brasil.
O valor do abono salarial é proporcional aos meses trabalhados durante o ano-base. Aqueles que trabalharam durante todo o ano têm direito a um salário mínimo completo (R$ 937,00). Já quem trabalhou por apenas um mês receberá o correspondente a 1/12 do salário mínimo e assim sucessivamente. A fração igual ou superior a 15 dias de trabalho é considerada como um mês integral.

Já em relação abono do PIS/PASEP ano base 2016 , existe um calendário de pagamento já pré-definido, mas precisa ainda ser confirmado oficialmente pelo presidente Michel Temer . Uma fonte do Palácio do Planalto revelou que o pagamento do PIS deve iniciar no dia 25 de julho, recebendo primeiramente os trabalhadores nascidos no mês de julho. Quem nasceu em agosto deve receber no dia 15 daquele mês, e em setembro terão acesso ao valor de um salário mínimo no dia 19 de dezembro, O calendário preliminar que ainda pode ser modificado, prevê pagamento do abono do PIS, dia 20 de outubro para os nascidos naquele mês,25 de novembro quem nasceu em novembro e dia 18 de dezembro para os nascidos no último mês do ano. 21 de janeiro será pago o benefício para nascidos em janeiro e fevereiro, 17 de fevereiro para nascidos em março e abril e, 17 de março para quem faz aniversário em maio e junho.
No Caso do Pasep, o calendário é o mesmo, mas o pagamento e feito de acordo com o final do cartão de inscrição e não põe mês de aniversário.
O prazo final para retirada tanto do abono do PIS como Pasep é 30 de junho de 2018.
Para receber o benefício, é necessário ter trabalhado com carteira assinada durante, no mínimo, 30 dias no ano-base, com remuneração média de até dois salários mínimos. O trabalhador também precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e a empresa deve informar seus dados na Relação Anual de Informação Social (RAIS).

Comentários