Secretaria da Saúde inicia um novo levantamento do índice de infestação de mosquitos da dengue


A partir desta segunda-feira, 12 de fevereiro até o dia 23, uma equipe formada por 20 servidores municipais irá percorrer estabelecimentos comerciais e residências da cidade para verificar a existência de focos de proliferação do mosquito da espécie Aedes Aegypti, potencial transmissor de doenças como dengue e febre amarela, entre outras.
Conforme a coordenadora Lia Raquel Silva de Souza, há pontos que são referência para averiguação dos níveis de infestação, como borracharias, cemitérios e ferros-velhos. Estes locais são monitorados constantemente e desta vez também serão visitados. Além destes, outros pontos em todas as áreas da cidade serão escolhidos aleatoriamente para serem vistoriados. Sendo constatada e existência de focos de proliferação dos mosquitos, os fiscais irão orientar ações para sua eliminação e, caso o proprietário da área não providencie imediatamente as medidas solicitadas, será notificado por escrito para que realize a limpeza em um prazo de 24 horas a 5 dias, conforme as dimensões da infestação. Encerrado o prazo, são feitas novas visitas e, sendo constatada a desobediência às determinações feitas pela equipe da Secretaria de Saúde, será aplicada multa no valor de R$ 500,00 por dia.
Além do dever de contribuir na eliminação dos focos do mosquito, a comunidade deve também facilitar o acesso dos agentes públicos aos terrenos e edificações, sempre conferindo se estão uniformizados e portando seus crachás de identificação. “A prevenção de doenças pela eliminação do mosquito é dos métodos mais eficazes, mas precisa ser uma prática constante da comunidade e não somente quando se recebe a visita do agente de combate a endemias”, recomenda Lia.