O Projeto de Lei 152/2017 que trata da atualização da Planta de valores será rejeitado por 12×0


O Projeto de Lei 152/2017 de autoria da Prefeitura de Panambi, o qual autoriza o Poder Executivo a atualizar a Planta Genérica de Valores que servirá de base de cálculo do imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana e imposto territorial rural vai ser rejeitado por unanimidade
A Redação da Sulbrasileira contatou com todos os vereadores da situação e mais os três que atuam de forma independente: Mirian Rosane Dallabrida do PP, Clarice Morche de Oliveira do PT e Vanderlei de Oliveira do PR e confirmaram que já informaram ao prefeito Daniel Hinnah que vão rejeitar o projeto, porque traz grande impacto aos contribuintes , especialmente as camadas menos favorecidas , com aumento dos impostos municipais.
De acordo com os vereadores independentes e que formam a base aliada do governo municipal, PDT/PMDB, o prefeito Daniel concordou com a postura dos vereadores e disse que a Câmara de Vereadores é um poder independente.
Pelo levantamento feito pela Redação da Sulbrasileira, o projeto será rejeitado por 12 x0. Apenas o presidente da Câmara Neudi Colombo, por força do regimento interno não vota.
Os vereadores consultados informaram que, desde a apresentação do projeto na Câmara se posicionaram contrários ao aumento de impostos e que esta posição seria manifestada quando a matéria entrasse na pauta de votações.