CARREGANDO

Digite sua busca

Segurança Segurança - Regionais

Metsul confirma: tornado atingiu região Norte e ventos chegaram a 300km/h

Compartilhar

O que afetou a Metade Norte do Rio Grande do Sul na noite da última segunda-feira (11) noite foi uma onda de tempestades e violenta. Vários fatores entraram em cena para a severidade dos eventos meteorológicos: a presença de ar muito quente e úmido com altas taxas de instabilidade atmosférica, o ingresso de uma frente fria, a pressão atmosférica baixíssima e o padrão divergente de vento associado a uma potente corrente de jatos de baixos níveis da atmosfera que favoreceu os tornados.

Como a MetSul Meteorologia já destacou na publicação anterior, o entendimento é que foram vários tornados na Metade Norte. O mais grave, que pela severidade dos danos estima-se entre F3 e F4 na escala Fujita dos tornados que vai até 5, com vento estimado ao redor de 300 km/h, afetou a região entre Coxilha e Tapejara. Foi um tornado na categoria de devastador, com grande diâmetro (centenas de metros) e de mais longa duração pela força e a trilha de danos observada. A cena de um caminhão arremessado no meio de uma lavoura, a dezenas de metros da estrada, recorda a do tornado de Guaraciaba (SC), de setembro de 2009 e que foi classificado como F4, que igualmente sugou e arremessou veículos pesados a longa distância.
A onda de tempestades tem um saldo parcial de dois mortos, mais de mil casas destelhadas por vento intenso e granizo grande, e vários outros estragos ao custo de milhões de reais
As mortes ocorreram no interior de Sarandi, no Norte do Estado, e em Ciríaco, na região do Planalto – locais onde a chuva foi acompanhada por fortes rajadas de vento.
Em Ciríaco, a vítima foi identificada como José Alves Nunes, de 53 anos. Ele morreu após a casa onde morava, na estrada Fazenda Pedreira, desabar. Nunes chegou a ser socorrido pelos vizinhos e encaminhado ao Hospital São José, em David Canabarro, mas não resistiu aos ferimentos.
A outra morte ocorreu no interior de Sarandi, na madrugada desta terça-feira. De acordo com a Defesa Civil da cidade, um cadeirante, que não teve identidade revelada, não conseguiu resistir aos ferimentos e morreu após a casa desabar. Além disso, cinco pessoas ficaram feridas devido às chuvas.

Tags:

Comente esta notícia

Your email address will not be published. Required fields are marked *