Como se proteger do novo vírus da gripe, que já causou mortes no Brasil


O vírus influenza H3N2 infectou 47 mil norte-americanos e começa a chegar ao Brasil. Saiba quais são as medidas de prevenção além da vacina.

Um vírus que provocou o pior surto de gripe nos Estados Unidos da última década começa a chegar ao Brasil e deixa as autoridades de saúde em alerta. Alguns estados já registraram os primeiros casos de infecção pelo H3N2, um tipo do vírus influenza que, só no país norte-americano, infectou mais de 47 mil pessoas e provocou diversas mortes, principalmente de crianças e idosos.

O Ministério da Saúde marcou para 16 de abril o início da campanha nacional de vacinação. Idosos acima de 60 anos, crianças com mais de 6 meses e menores de 5 anos, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, trabalhadores de saúde, povos indígenas, portadores de doenças crônicas e professores da rede pública e particular serão convocados para a imunização, que deve ocorrer até 15 de maio.

Os grupos alvo da campanha são os mais vulneráveis. Nos EUA, quase todas as vítimas eram idosos ou crianças pequenas. Especialistas dizem que a população pode tomar outras medidas de prevenção:
– Ao tossir e espirrar, use a parte interna dos braços para tampar o rosto
– Utilizar lenços descartáveis
– Busque evitar locais com aglomeração
– Deixe o ar circular, mesmo no inverno e em dias frios
– Não se automedique
– Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, copos e pratos
– Procure um médico ou posto de saúde diante de qualquer sintoma.

Primeiras vítimas:
O H3N2 já fez vítimas no Brasil este ano. No dia 23 de Março, autoridades de saúde de Taubaté (SP) confirmaram a morte de duas pessoas — uma menina de apenas 3 meses e uma idosa de 70 anos.

Comentários