Cesta Básica de Panambi continua sendo a mais cara da região


Laboratório de Economia Aplicada do Curso de Ciências Econômicas da UNIJUÍ – Laboratório de Gestão do Curso de Administração do Campus Panambi divulgaram boletim sobre a evolução dos preços dos produtos que compõem a Cesta Básica de Panambi.
A Cesta Básica é composta por 51 produtos de primeira necessidade divididos em alimentos, material de higiene, material de limpeza e artigos de uso geral. Estes produtos e suas respectivas 65 quantidades devem ser suficientes para o sustento de uma família composta por 4 pessoas durante o período de um mês.
Os preços são coletados mensalmente em 5 supermercados da cidade de Panambi.
No mês de março, a Cesta Básica apresentou uma variação negativa de 0,006% e hoje custa R$ 746,56.
No mês de março de 2018, dos nove grupos que compõem a Cesta Básica, quatro apresentaram variação positiva: Leite e (1,22%); Grãos e Farináceos (0,81%); Material de Limpeza (0,72%) e os Artigos de uso Geral (0,03%). Já a variação negativa, foi em cinco dos nove grupos: Açúcares e Gorduras; Carne e Derivados; Condimentos; Hortifrutigranjeiros e Material de Higiene, destacando-se com as maiores variações negativas os Açucares e Gorduras (-2,05%) e a Carne e derivados (-0,69%).
Ainda de acordo com o Levantamento do LEA da Unijui, no período de 1º de janeiro a 31 de março, a Cesta Básica em Panambi teve uma variação negativa de 0,12%.
Dentre os quatro municípios pesquisados pelo Laboratório de Economia Aplicada do Curso de Ciências Econômicas da UNIJUÍ, Panambi continua tendo a Cesta Básica mais cara com R$ 746,56 e a mais barata é encontrada em Três Passos onde os mesmos produtos são encontrados ao preço de R$ 695,90. Ijui tem a segunda Cesta Básica mais cara custado R$ 726,35 e depois vem Santa Rosa com os 51 produtos de primeira necessidade custando R$ 721,98