Campanha Nome Limpo superou expectativas


O expressivo número de pessoas atendidas na Campanha Nome Limpo, do PROCON de Panambi resultou em um montante também impressionante de valores renegociados, que agora voltam a circular na economia para pagamento de salários, tributos ou investimentos.

“Além disso, as pessoas que fizeram o acerto das suas pendências puderam recuperar seu crédito, o que facilita novas compras já neste fim de ano. Estas são boas notícias para o nosso comércio local”, avalia o secretário Rafael Jacques de Oliveira, da Agricultura, Indústria, Comércio, Serviços e Meio Ambiente (SMAIC) da Prefeitura de Panambi.

“Dialogar é o melhor caminho quando há dificuldades”, considera a coordenadora do PROCON, Rosani Zachow. Ela registrou informações estatísticas que permitem traçar um perfil deste contingente de consumidores que agora está com seu crédito novamente apto. Segundo Rosani, 20% têm até 30 anos e outros 20% têm mais de 60 anos. A grande maioria, 60%, tem 31 a 60 anos, ou seja, são considerados ativos no mercado de trabalho. Isso explica porque o desemprego e a redução da jornada de trabalho estão entre os motivos mais alegados para a inadimplência. Outro dado coletado é o tipo de atividade das empresas credoras. O setor financeiro (bancos e empresas de crédito) lidera com 73%, seguido da área de serviços como telecomunicações, com 21% e apenas 6% são do ramo de comércio.

Comentários