Digite sua busca

Destaque Publicar no APP Segurança Segurança - Locais

Brigada Militar alerta para os mais variados tipos de golpes praticados em Panambi e na região

Compartilhar

Órgãos de segurança de Panambi alertam para os mais variados novos tipos de Golpes que estão sendo tentados em Panambi e região.
A Brigada Militar confirmou que há vários dias vem recebendo de denúncias de pessoas moradoras de Panambi, que vem recebendo ligações de vários pontos do país de estelionatários que buscam aplicar golpes.
A BM da Cidade das Máquinas alerta que de acordo com divulgação da imprensa regional, em Frederico Westphalen foram registrados vários golpes nos últimos dias, com confirmação de vítimas no conto do Bilhete e do pacote de dinheiro, e, em Carazinho um idoso foi vítima de golpistas.

Ainda em Frederico Westphalen, uma moradora relatou mais um tipo de golpe que está sendo praticado na região.
Ela revelou que o marido recebeu uma ligação na manhã da sexta-feira, em sua residência, no centro da cidade, informando que teria direito a restituição de valores relativos ao Plano Collor. Seriam três parcelas, em valores altos, de R$ 59, R$ 45 e R$ 48 mil reais.
O marido então passou o telefone para a esposa, que ouviu do golpista que para ter acesso aos valores, deveria fazer um depósito de cerca de R$ 1.400 reais, em determinada conta corrente informada. Percebendo que se tratava de uma tentativa de golpe, ela afirmou que iria buscar informações diretamente com a Caixa Econômica Federal, momento em que a golpista desligou o telefone.
Por se tratar de mais um caso de estelionato, a orientação de acordo com a Polícia Civil é que as vítimas procurem fazer o registro da ocorrência para que essas situações possam ser investigadas, evitando que alguma pessoa possa ser lesada por golpistas.

Também na manhã da sexta-feira, 19, uma moradora de 29 anos, do interior de Frederico Westphalen ,relatou que recebeu uma ligação do “Caps Horizontina”, informando que ela teria 4 meses em atraso do programa Bolsa Família, para receber incluindo juros e correção monetária.
A golpista pediu dados bancários que não foram fornecidos pela vítima. No contato com o Caps Horizontina. O setor informou que não está fazendo nenhuma solicitação de dados como este via telefone e orientou as pessoas que não forneçam este tipo de informação.
Ainda, que procurem a polícia para registrar o caso como tentativa de estelionato. O registro também pode ser feito pela Delegacia Online da Polícia Civil.

Outro morador do centro de Frederico Westphalen, relatou mais detalhes sobre a tentativa de golpe. Ele informou que o pai atendeu uma ligação onde a pessoa se identificou pelo nome Marcos, dizendo ser da suposta Previc – Previdência Complementar, de Brasília. Na mesma residência, em outro ramal telefônico, o filho acompanhou o diálogo.
Na conversa, o golpista detalha o nome completo do morador e de sua mãe, e também fala sobre o direito a restituição referente ao Plano Collor, porém não chega a informar os valores, orientando a vítima a ligar para o telefone (61) 2017-0759 e falar com a Dra. Elizabete. O filho então efetuou a ligação, porém ao perceberem que se tratava de outra voz acabaram desligando o telefone.
Após pesquisa sobre a Previc, o morador descobriu a existência da Superintendência Nacional de Previdência Complementar, órgão oficial que de fato existe, e em contato com a entidade foi informado sobre outras tentativas de golpe, algumas vezes até mesmo por carta, que motivaram inclusive denúncia encaminhada ao Ministério Público.

Já em Carazinho, um idoso de 86 anos vítima de estelionato perde mais de R$ 37 mil.
Foi registrado na manhã da quinta-feira (18), no plantão da Delegacia de Polícia de Carazinho uma ocorrência de estelionato contra um senhor de 86 anos morador do bairro Glória naquela cidade.
A vítima informou que recebeu uma ligação em seu telefone de uma mulher que se identificou como Fabiana Costa, informando que ele teria um valor de R$ 39.114,90 a receber referente ao fundo do trabalhador.
A golpista informou a vítima que para receber esse valor teria que efetuar depósitos referente ao pagamento de algumas taxas. O homem realizou nove depósitos sendo cinco deles no valor de R$ 1.500,00, um deposito de 1.480,00, um depósito de R$550,00, um de R$ 15.500,00 e um último de R$ 12.500.00 em contas diversas em nome de Antônio Joel do Carmo Mendes, Alexandre Marcos Abreu da Silva, Aurineide Gomes Barbosa, Regine Rufino Alves, Ednaldo Rodrigues Lima, Claudemir Gomes da Silva, Willian de Oliveira, Deyvid Bezerra da Silva.
O prejuízo total foi de R$ 37.480,00 e a golpista informou que os valores seriam restituídos juntamente com o pagamento do dinheiro do benefício, o que não ocorreu, por se tratar de um golpe.

Fonte: BM/ Sulbrasieira/ Folha Noroeste/ Gazeta670

Tags:

Próxima notícias