Altos salários de servidores da Câmara de Santo Ângelo revolta comunidade


Os altos salários de alguns funcionários da Câmara de Vereadores, moradores de Santo Ângelo causou revolta na comunidade. As informações foram publicadas no site do Legislativo do município causando revolta entre os moradores do município. Nas redes sociais muitas pessoas se manifestaram, questionando os valores pagos, assim como denunciando falta de recursos do município para obras, saúde e educação.
Uma servente, por exemplo, que serve cafezinho, tem salário de R$ 6,5 mil – valor acima do que recebe um vereador, cujo salário é de R$ 5,8 mil. Já uma telefonista recebe R$ 8,7 mil. Outro exemplo de alto salário é o que se paga para um vigilante, R$ 8,7 mil.
Mas os gastos extravagantes com salários não param por aí. Um motorista na Câmara de Santo Ângelo recebe R$ 9 mil, enquanto quem atua como técnico contábil recebe R$ 9,5, e um analista de sistema, R$ 13,2 mil.

O salário de contador, por sua vez, chega a R$ 16,9 mil, mas o valor é superado pelo cargo de analista legislativo cujo salário é de R$ 20,8 mil. O analista legislativo, por exemplo, recebe hoje duas vezes o valor oferecido pela Prefeitura de Santo Ângelo para o cargo de médico em concurso público.
Os dados publicados mostram que a Câmara de Vereadores tem 52 cargos e gasta mensalmente com folha salarial R$ 331 mil, ou seja, nos 12 meses de 2017, sem contar férias, pagamento de diárias e outros benefícios, os gastos chegaram ao montante de R$ 3,9 milhões.

Fonte : A Tribuna